De acordo com a redação aprovada pelo Senado Federal, os serviços pela internet pagarão imposto ao município onde forem prestados.

É o que determina o texto do Projeto de Lei aprovado pelo Senado Federal
 
De acordo com a redação aprovada pelo Senado Federal, os serviços pela internet pagarão imposto ao município onde forem prestados.
Assim, o tributo cobrado por serviços na Internet, como o Netflix e o Spotify, passará a ficar com o município onde o serviço for prestado, e não mais com o estado onde se situa a empresa.
A medida consta do Projeto de Lei aprovado pelo Senado (SCD 15/2015), que altera a Lei Complementar 116/2003, que dispõe sobre Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS).

Para combater a guerra fiscal entre os municípios, o projeto define alíquota mínima de 2% do ISS.

Em relação aos serviços sujeitos ao ISS, o projeto prevê ampliação da lista.

Fonte: Siga o Fisco